Projeto de reconhecimento facial de passageiros é testado no aeroporto de Florianópolis

Objetivo é tornar mais eficiente o processo de embarque nos aeroportos e mais seguras as viagens aéreas

audio/mpeg 09-10-2020_BOLETIM_RECONHECIMENTO FACIAL.mp3 — 1266 KB

Duração: 1m20s




Transcrição

Um projeto  para tornar mais eficiente o processo de embarque nos aeroportos e mais seguras as viagens aéreas está sendo testado  no Aeroporto Internacional de Florianópolis, em Santa Catarina. 

 

Por meio da identificação biométrica, baseada no reconhecimento facial, o projeto Embarque Seguro começou  a ser testado nesta semana em Florianópolis.

 

Inicialmente apenas voluntários vão testar a nova tecnologia. A intenção do Governo Federal é implantar o projeto paulatinamente nos principais aeroportos do país, quando a solução estiver aprovada.

 

 

A tecnologia de reconhecimento facial para a identificação do passageiro e embarque automático nos portões eletrônicos (e-gates) já é oferecida no mercado. 

 

O que não existia, até o momento, era um sistema nacional unificado que possibilitasse checar e validar, com rapidez e segurança, a identidade do passageiro a partir do cruzamento com diferentes bases de dados governamentais. 

 

Com o desenvolvimento da solução conduzido pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do ministério da Infraestrutura , as autoridades de segurança poderão utilizar inteligência na avaliação de risco antecipada dos viajantes por meio do Sistema Brasileiro de Informações de Passageiros.

 

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília