AGU se manifesta no STF sobre Copa América

No documento encaminhado ao Supremo Tribunal Federal, o Advogado-Geral da União, André Mendonça, afirma que a Copa América vai obedecer a todos os protocolos do Ministério da Saúde contra a covid-19

audio/mpeg 10-06-2021_É NOTICIA AGU COPA AMERICA.mp3 — 1347 KB

Duração: 1m23s




Transcrição

A Advocacia-Geral da União (AGU) se manifestou junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a Copa América 2021.

A AGU afirma que a competição não viola direitos dos brasileiros, e que o evento vai seguir rígidas normas de saúde.

No documento encaminhado ao STF, o  Advogado-Geral da União, André Mendonça, afirma que a Copa América vai obedecer a todos os protocolos do Ministério da Saúde contra a covid-19.

As delegações de futebol, juízes e outros profissionais vão cumprir medidas sanitárias para entrar no país, incluindo a apresentação de teste RT-PCR, com “data de coleta não superior a 48 horas antes do voo, além de testagem antes de cada jogo.

A Advocacia-Geral da União destaca o esforço do governo federal em garantir os diretos fundamentais à saúde e à vida, por meio de aquisição de vacinas, edição de atos normativos, implementação de programas de manutenção do emprego e auxílio emergencial.

O documento esclarece que não haverá necessidade de orçamento público extra para a realização da Copa América. O custeio do evento será feito com recursos privados.