Ações em conjunto entre Brasil e Paraguai resulta no sequestro e apreensão de bens do tráfico de drogas

As investigações tiveram a participação da Polícia Federal brasileira em conjunto com a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e Ministério Público do país vizinho.

audio/mpeg 11-04-19 - SUZETTE CALDERON - OPERAÇÃO SPECTRUM PARAGUAI - VAL 12-04.mp3 — 1998 KB

Duração: 1:25s




Transcrição

Em mais um desdobramento da Operação Spectrum, deflagrada em 2017, a Polícia Federal e autoridades do Paraguai cumpriram mandados de busca e apreensão e sequestro de bens avaliados em 68 milhões de dólares.

 

As investigações tiveram a participação da Polícia Federal brasileira em conjunto com a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e Ministério Público do país vizinho. Os alvos foram três fazendas localizadas na divisa dos Departamentos de Concepción e San Pedro, supostamente adquiridas com lucros obtidos pela atividade criminosa e com o intuito de lavar o dinheiro proveniente do tráfico de drogas.

Em 2017, a Operação Spectrum prendeu um dos maiores traficantes de drogas da América do Sul, chefe de quadrilha atuante na fronteira entre Brasil e Paraguai.

Dessa vez, as investigações detectaram grandes movimentações financeiras entre o líder, preso no Brasil, e outros integrantes da organização criminosa que serviram para comprar e administrar as fazendas.

As várias ações desenvolvidas pela PF, em conjunto com a Senad paraguaia, reafirmam a intenção do órgão em aprofundar a cooperação internacional com os países vizinhos no combate à criminalidade transnacional.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon