Anvisa encaminha ao STF lista de documentos pendentes da Sputnik V

Os documentos são necessários para a análise do novo pedido de autorização excepcional e temporária de importação e distribuição da vacina russa feito pelo estado do Maranhão.

audio/mpeg 11-05-2021_BOLETIM_ ANVISA SPUTNIK V.mp3 — 2290 KB

Duração: 1m38s




Transcrição

A Anvisa encaminhou ao Supremo Tribunal Federal, nesta segunda-feira (10), informações sobre os documentos pendentes para a análise do novo pedido de autorização excepcional e temporária de importação e distribuição da vacina Sputnik V feito pelo estado do Maranhão.  

Segundo a agência, os autos do processo administrativo sobre a autorização da vacina russa foram todos colocados à disposição do governo maranhense.

As informações foram prestadas ao Judiciário em atendimento à decisão proferida na ação de autoria do estado do Maranhão.

O STF havia solicitado que a Anvisa informasse em 48 horas quais documentos faltavam para a nova decisão da agência.  

No dia 26 de abril, a Anvisa negou o pedido de importação da Sputnik V feito por dez estados brasileiros.

Em reunião colegiada, os diretores da agência concluíram que faltavam informações que garantissem a qualidade, a eficácia e, especialmente, a segurança do imunizante.  

Nos dias seguintes a essa decisão, os estados da Bahia, Maranhão e Sergipe apresentaram novos documentos e, assim, solicitaram que a Anvisa fizesse uma revisão da decisão inicial.  

Em 7 de maio, a agência comunicou formalmente ao estado do Maranhão que os novos documentos apresentados não cumpriam a exigência da apresentação do relatório técnico de análise da autoridade sanitária estrangeira.

Por esse motivo, o processo segue em tramitação na Anvisa até que se cumpram as exigências legais.


Da Rede Nacional de Rádio em Brasília