Programa Nacional de Alimentação Escolar do Brasil é modelo para países da América Latina, África e Ásia.

Um dos países que recebem transferência de conhecimento na área de alimentação escolar é a República Togolesa

audio/mpeg 11-08-2020_BOLETIM_BRASIL-TOGO.mp3 — 2269 KB

Duração: 1m36s




Transcrição

Uma parceria entre o FNDE , Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação,  e o Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimento e a República Togolesa, mais conhecida como Togo, beneficia os estudantes do país africano. 

 

 

O mais recente resultado positivo foi a criação de uma lei nacional de alimentação escolar, aprovada neste ano  pela Assembleia Nacional do Togo. A nova lei determina a criação de uma agência exclusivamente dedicada à alimentação escolar e a promoção de canais diretos entre as cantinas escolares e organizações de pequenos agricultores.

 

Coordenado pelo FNDE, o Programa Nacional de Alimentação Escolar é considerado referência mundial na área de alimentação escolar, sendo modelo para a implementação de programas similares em dezenas de países da América Latina, África e Ásia. 

 

Atualmente, o FNDE oferece assistência técnica em diversos projetos de cooperação, mediados pela Agência Brasileira de Cooperação , em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura - FAO  e o Centro de Excelência contra a Fome.

 

 

As relações entre o governo brasileiro e a República Togolesa sobre a alimentação escolar começaram em 2014, quando uma comitiva do país africano veio ao Brasil para conhecer de perto o PNAE, que atende diariamente cerca de 41 milhões de estudantes das redes públicas.