INSS cria serviço para a entrega de documeto que falta para concluír análise de processos de segurados

O Exigência Expressa já está em funcionamento em 803 municípios, sendo 215 em São Paulo, 158 na região Sul e 430 no Nordeste

audio/mpeg 11-08-2020_BOLETIM_INSS THRU.mp3 — 2287 KB

Duração: 1m37s




Transcrição

Todos os segurados do INSS, Instituto Nacional do Seguro Social têm uma nova alternativa para entregar a documentação que falta para concluir a análise de seus requerimentos. 

 

Como as agências da Previdência continuam fechadas por causa da pandemia do coronavírus , o Instituto decidiu estender para todo o país o serviço chamado Exigência Expressa.

 

 

A entrega de documentos por esse meio alternativo será viabilizada pela colocação de urnas na entrada das agências. 

 

O interessado deposita, na unidade mais próxima de sua residência, cópias simples dos documentos solicitados pelo INSS. 

 

 

A medida foi adotada porque desde março não está sendo possível fazer atendimento presencial – apenas remoto, conforme o decreto de situação de emergência provocada pela pandemia. 

 

 

Diante do problema, o INSS identificou a necessidade de buscar alternativa para facilitar a vida do cidadão cujos processos não avançam porque ele precisa cumprir a exigência para que a análise possa ser concluída.

 

A Exigência Expressa já vinha sendo adotada como piloto em São Paulo, desde o início de julho, para agilizar a conclusão dos processos que dependem da apresentação de algum documento faltante.

 

O novo sistema, apelidado de INSS Thru ,  começou a ser  adotado  em outros estados e já se encontra disponível em 803 municípios, sendo 215 em São Paulo, 158 na região Sul e 430 no Nordeste.