Hospital público no Distrito Federal consegue reduzir em 77% a superlotação no pronto-socorro

Hospital participou do 2º ciclo do Projeto Lean nas Emergências e conseguiu em seis meses – de novembro de 2018 a maio deste ano – melhorar o atendimento da população

audio/mpeg 12-11-19 - MIGUELZINHO - MELHORIA SAÚDE.mp3 — 1978 KB

Duração: 1m03s




Transcrição

 

Com a média de 130 mil pacientes atendidos por ano, o Hospital Regional de Taguatinga, no Distrito Federal, reduziu em 77 % a superlotação no pronto-socorro, melhorando a gestão, racionalizando recursos, e otimizando espaços e materiais.

 

O hospital participou do 2º ciclo do Projeto Lean nas Emergências e conseguiu em seis meses – de novembro de 2018 a maio deste ano – melhorar o atendimento da população.

 

O Lean é uma parceria entre o Ministério da Saúde e o Hospital Sírio-Libanês. Até 2020, a meta é intervir na gestão de 100 hospitais públicos.

 

 

O Hospital Regional de Taguatinga conseguiu também aumentar o giro dos leitos, reduzindo em 18% o tempo médio de internação na emergência, que conta com 464 leitos.

 

Além disso, novos processos de gestão ajudaram a reduzir em 13% o tempo médio da passagem do paciente pelo pronto-socorro.

 

O método permitiu ainda dar mais atenção às pessoas que necessitam de maiores cuidados de urgência, como traumas, infartos, acidentes cardiovascular entre outros.