Temer, ministros e integrantes da intervenção federal de RR discutem repasse financeiro

De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o interventor e governador eleito, Antônio Denarium (PSL), a intervenção federal em Roraima deve receber cerca de R$ 200 milhões.

audio/mpeg 12-12-18 - SUZETTE CALDERON - INTERVENCAO RR.mp3 — 1008 KB

Duração: 1:04s




Transcrição

O presidente da República, Michel Temer, ministros e integrantes da intervenção federal em Roraima, discutiram em reunião no Palácio do Planalto, o repasse financeiro para quitar dívidas emergenciais do estado. A expectativa é que sejam remanejados R$ 200 milhões, que devem ser usados para pagar o salário atrasado de servidores.

Para o dinheiro ser usado na intervenção, o Congresso Nacional precisa ratificar a liberação.

 

De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o interventor e governador eleito, Antônio Denarium (PSL), a intervenção federal em Roraima deve receber cerca de R$ 200 milhões.

 

O interventor explicou que assim que o dinheiro for liberado, essas dívidas serão quitadas. Além dos recursos, o governo federal também tem dado apoio na recepção e interiorização dos venezuelanos que chegam ao País na condição de refugiado. Até o fim do mês, mais 1 mil serão levados para outras regiões, totalizando 4 mil.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon