Brasil exerce em 2019 presidência do Grupo do BRICS

Para marcar o início das atividades formais da presidência do turno brasileira, a primeira reunião de coordenação ocorrerá em Curitiba, de 13 a 15 de março. Os resultados das diversas reuniões setoriais ao longo do ano convergirão para a 11ª Cúpula do BRICS, a realizar-se em Brasília, nos dias 13 e 14 de novembro, com a presença dos líderes dos países do agrupamento

audio/mpeg 13-03-19 - SUZETTE CALDERON - BRASIL BRICS - VAL 15-03.mp3 — 1125 KB

Duração: 1:11




Transcrição

O Grupo do BRICS formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul está sob a presidência do Brasil em 2019. É responsabilidade da presidência rotativa propor prioridades para o grupo e coordenar as cerca de 100 reuniões anuais, inclusive em nível ministerial, dos diversos foros e grupos de trabalho que debatem e propõem iniciativas conjuntas em ampla gama de temas econômico-comerciais, financeiros, científico-tecnológicos, culturais, de saúde, de segurança, sociais e de gestão.

 

Para marcar o início das atividades formais da presidência do turno brasileira, a primeira reunião de coordenação ocorrerá em Curitiba, de 13 a 15 de março. Os resultados das diversas reuniões setoriais ao longo do ano convergirão para a 11ª Cúpula do BRICS, a realizar-se em Brasília, nos dias 13 e 14 de novembro, com a presença dos líderes dos países do agrupamento. Também no contexto da presidência de turno brasileira, os chefes de Estado e de Governo do BRICS manterão encontro à margem da Cúpula do G20, em Osaka (Japão), em junho próximo.

 

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon