Inmetro abre consulta pública para atualizar o Programa Brasileiro de Etiquetagem de eficiência energética de refrigeradores

O objetivo é estabelecer metas para os próximos 10 anos de etiquetagem, adotando níveis de consumo mais rigorosos gradativamente.

audio/mpeg 13-04-21 - É NOTICIA - EFICIENCIA ENERGETICA.mp3 — 2927 KB

Duração: 1m34s




Transcrição

O Inmetro, Instituto Nacional de Metrologia, colocou em consulta pública a proposta de atualização do Programa Brasileiro de Etiquetagem com a reclassificação das categorias de eficiência energética de refrigeradores comercializados no Brasil.

O objetivo é estabelecer metas para os próximos 10 anos de etiquetagem, adotando níveis de consumo mais rigorosos gradativamente.

Espera-se, por exemplo, que, em 2030, uma geladeira classificada como mais eficiente com a letra A , tenha, em média, consumo reduzido em 63%, em comparação com as geladeiras que hoje estão no topo da tabela.

Aberto à participação da sociedade, o texto foi elaborado após intensas discussões com todas as partes interessadas, de fabricantes a entidades de defesa do consumidor, e se baseou em ampla revisão sobre os níveis praticados no mundo, em padrões de ensaios para cálculo do consumo de energia e na identificação das necessidades das partes interessadas.

A proposta estará em consulta pública até 25 de maio e, nesse período, o Inmetro tem a expectativa de receber da sociedade percepções sobre o texto, sugestões de melhoria e novas informações que ainda não são adotadas.

Para acessar o texto em consulta pública e a “Planilha padronizada para contribuição dos requisitos”, acesse o endereço inmetro.gov.br/legislacao.

Da Rede Nacional de rádio em Brasília