Fiocruz inicia processo para produção de vacina 100% nacional

Primeiro lote de IFA Nacional, Ingrediente Farmacêutico Ativo , será transferido da área de armazenagem para a área de formulação da Fiocruz nesta sexta-feira (14/1), onde passará pelo processo de descongelamento.

audio/mpeg 14-01-22 - PRODUÇÃO DE VACINA FIOCRUZ.mp3 — 1926 KB

Duração: 1m40s




Transcrição

O primeiro lote de IFA Nacional, Ingrediente Farmacêutico Ativo , será transferido da área de armazenagem para a área de formulação da Fiocruz nesta sexta-feira (14/1), onde passará pelo processo de descongelamento. 

 

 

Nos dias subsequentes terá início então o processamento final das vacinas 100% nacionais contra a Covid-19 produzidas pela Fiocruz, passando pelas etapas de formulação, envase, revisão, rotulagem, embalagem e controle de qualidade, conforme já ocorre com as vacinas produzidas a partir do IFA importado. 

 

 

Com isso, a entrega das primeiras doses produzidas integralmente pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos da Fiocruz ao Ministério da Saúde está prevista para fevereiro.

 

 

O Instituto segue normalmente com o a produção da vacina Covid-19, intercalando o processamento de lotes utilizando IFA importado com o processamento de lotes utilizando IFA nacional. 

 

A instituição já possui mais de 21 milhões de doses de IFA produzido localmente, em diferentes etapas de produção e controle de qualidade. 

 

 

O IFA nacional começou a ser produzido ainda em julho de 2021. Com o deferimento da Anvisa para inclusão de Bio-Manguinhos como unidade produtora do Ingrediente Farmacêutico Ativo ocorrido no dia 7 de janeiro, a Fiocruz pode dar continuidade ao processamento final das primeiras doses do imunizante totalmente nacionalizado.

 

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília