Setor de saúde discute em Brasília novo modelo de financiamento da Atenção Primária: programa Previne Brasil

A estratégia altera a forma de distribuição de recursos federais para ampliar a quantidade de brasileiros acompanhados nos serviços de saúde da Atenção Primária.

audio/mpeg 14-02-20 - JOSE CARLOS - PREVINE BRASIL.mp3 — 989 KB

Duração: 42s




Transcrição

O Ministério da Saúde e secretários municipais e estaduais de Saúde de todo o país discutiram nesta semana, em Brasília, a implementação do novo modelo de financiamento da Atenção Primária: o programa Previne Brasil.

 

A estratégia altera a forma de distribuição de recursos federais para ampliar a quantidade de brasileiros acompanhados nos serviços de saúde da Atenção Primária.

 

A área cuida dos problemas mais frequentes dos brasileiros, como diabetes e hipertensão, por meio de consultas médicas, exames e vacinação.

 

Por isso, estão sendo investidos R$2 bilhões para incluir 50 milhões de brasileiros no SUS.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, José Carlos Andrade.