Anvisa decide no próximo domingo sobre os pedidos da Fiocruz e do Instituto Butantan de uso emergencial das vacinas contra a Covid 19

Agência definiu as regras para que vacinas contra a Covid-19 possam ter o seu uso autorizado antes mesmo que todos os estudo e dados sejam finalizados

audio/mpeg 15-01-2021_BOLETIM_USO EMERGENCIAL VACINAS COVID.mp3 — 1432 KB

Duração: 1m




Transcrição

A Anvisa , Agencia Nacional de Vigilância Sanitária,  decide no próximo domingo sobre os pedidos da Fiocruz e do Instituto Butantan de uso emergencial das vacinas contra a Covid 19 produzidas pelos laboratórios Astrazeneca e Sinovac.

 

O uso emergencial de imunizantes foi regulamentado pela Anvisa em 10 de dezembro do ano passado. A norma definiu as regras para que vacinas contra a Covid-19 possam ter o seu uso autorizado antes mesmo que todos os estudo e dados sejam finalizados.

 

 

As vacinas autorizadas temporariamente para uso emergencial para a prevenção da Covid-19 serão destinadas preferencialmente ao uso em programas de saúde pública pelo Ministério da Saúde, em caráter experimental. 

 

O uso emergencial é considerado  experimental e por isso tem valor temporário, até que a vacina receba o registro definitivo no país.