Pessoas de baixa renda não podem ter luz cortada até setembro

Agência Nacional de Energia Elétrica prorrogou a medida por mais três meses por causa da pandemia

audio/mpeg 15-06-2021_ BOLETIM_ANEEL PRORROGA PROIBICAO CORTE ENERGIA.mp3 — 1208 KB

Duração: 1m14s




Transcrição

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai prorrogar por mais três meses a proibição de corte de energia por inadimplência para os consumidores de baixa renda.

Em março, a Aneel havia decidido suspender o corte de energia por inadimplência para esta faixa de consumidores até 30 de junho. Com a prorrogação aprovada, a proibição vai valer até o fim de setembro.

A medida não isenta os consumidores do pagamento pelo serviço de energia elétrica, mas tem como objetivo garantir a continuidade do fornecimento para os brasileiros que perderam renda durante a pandemia.

A decisão da Aneel deve beneficiar quase 12 milhões de famílias que estão inscritas no Cadastro Único, com renda mensal menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa.

Famílias com portador de doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento, com renda de até três salários mínimos, e famílias com integrante que receba o BPC, benefício de Prestação Continuada (BPC), também não poderão ter a luz cortada por falta de pagamento.