Levantamento de Informações Penitenciárias informa que o Brasil tinha 726.354 no primeiro semestre de 2017

Cerca de 76 mil 813 apenados participam de atividades educativas e 127 mil 514 presos exercem atividade laboral

audio/mpeg 15-07-19 - ROSAMELIA - INFORMAÇÕES PENITENCIARIAS - VALE 21-07-19.mp3 — 1331 KB

Duração: 1m25s




Transcrição

Informações estatísticas sobre a realidade prisional brasileira de 2016 e 2017 foram divulgadas Pelo Departamento Penitenciário Nacional- Depen.

 

Segundo o Levantamento de Informações Penitenciárias, do total de 726 mil 354 presos apontados no boletim do primeiro semestre de 2017, cerca de 10,5% participam de atividades educativas, ou seja, 76 mil 813 apenados.

 

Os números mostram que 17,54%, de toda a população carcerária, desempenha algum tipo de trabalho. Ou seja, 127 mil 514 presos exercem atividade laboral.

 

Entre o segundo semestre de 2016 e o primeiro de 2017, houve um aumento de 0,56% da população encarcerada. Nesse período, o acréscimo de pessoas no sistema prisional foi de 4 mil 234.

 

Constata-se uma redução da taxa de crescimento da população carcerária entre os anos de 2016 e 2017.