Governo brasileiro manifesta solidariedade ao Haiti

O país caribenho sofreu um terremoto de 7,2 graus nesse sábado (14). O Itamaraty colocou à disposição dois números de telefone para dúvidas sobre brasileiros no país e disse que manterá a ajuda humanitária prestada.

audio/mpeg 15-08-21 - É NOTÍCIA - NOTA MRE TERREMOTO HAITI.mp3 — 2187 KB

Duração: 2m19s




Transcrição

 

O governo brasileiro manifestou consternação e sua solidariedade ao povo haitiano diante do terremoto que atingiu o país neste sábado, dia 14.

Seguido de uma série de tremores, o terremoto teve magnitude de 7,2 graus na escala Richter, causando mortes e destruição.

O Haiti passa por uma crise humanitária e política, tendo como cenário, no campo político, o recente assassinato do presidente Jovenel Möise.

O sismo teve epicentro a 8 quilômetros ao sul de Petit Trou de Nippes, cidade a cerca de 150 quilômetros da capital, Porto Príncipe, e teve uma profundidade de 10 quilômetros, segundo informou a agência geológica norte-americana Geological Survey.

Sentido em Cuba e também na Jamaica, o tremor deste sábado pode ter potencial maior que o terremoto de magnitude 7, de 11 anos atrás. Na ocasião, milhares de pessoas morreram, agravando as condições socioeconômicas do Haiti.

O governo brasileiro reafirmou seu “firme compromisso com a continuidade da ajuda humanitária prestada” ao país caribenho. O Ministério das Relações Exteriores divulgou que, até o momento, não há registro de brasileiros vítimas do abalo sísmico. A comunidade brasileira no Haiti é estimada em 50 pessoas, a maioria de religiosos.

O Itamaraty informa que acompanhará a situação por meio da Embaixada Brasileira em Porto Príncipe. E deixou dois números de telefone para atendimento de brasileiros que morem no Haiti ou de parentes que precisem de informações. São eles: o da embaixada no Haiti, +509 31629513, e, o da Divisão de Assistência Consular do Ministério, no Brasil, +55 61 98197-2284.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Lana Cristina