SUS inclui em sua lista o upadacitinibe, novo medicamento para artrite reumatoide

O medicamento é eficiente na redução dos sintomas da artrite reumatoide ativa, de moderada a grave, e também melhora o estado físico do paciente, com impactos positivos em sua qualidade de vida.

audio/mpeg 16-03-21 - É NOTÍCIA - UPADACITINIBE - SUS.mp3 — 1551 KB

Duração: 1m39s




Transcrição

Mais um medicamento para o tratamento de artrite reumatoide ativa, moderada a grave, estará disponível no Sistema Único de Saúde (SUS).

O Ministério da Saúde vai incluir no rol de medicamentos o upadacitinibe, que será usado nos casos em que o paciente não conseguir resultados positivos ou tiver intolerância a um ou mais medicamentos ofertados pela rede pública.

O upadacitinibe ajuda a diminuir os sintomas da artrite reumatoide, retardando, assim, a progressão da doença e o surgimento de lesões nos ossos e nas cartilagens.

A incorporação da tecnologia resultará em um tratamento de menor custo em comparação às terapias já disponíveis no SUS.

A artrite reumatoide é uma doença inflamatória autoimune que afeta articulações e órgãos internos. A causa é desconhecida, mas acredita-se que fatores genéticos e ambientais favoreçam o surgimento da doença.

Ela não tem cura e compromete as articulações e os movimentos de forma irreversível. É mais comum em mulheres, principalmente a partir dos 60 anos, e pode reduzir a expectativa de vida das pacientes.

Estudos que passaram pela avaliação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) mostraram que o upadacitinibe melhorou a capacidade física, diminuiu a dor e a rigidez matinal, típicas da artrite reumatoide, aumentando a qualidade de vida das pacientes.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé