Governo distribui cestas básicas a comunidades tradicionais

Entrega de alimentos a comunidades tradicionais, como indígenas e quilombolas, em Tocantins.No evento também serão entregues veículos para serem utilizados no PAA, Programa de Aquisição de Alimentos.

audio/mpeg 16-07-2021_ BOLETIM_ DISTRIBUIÇÃO DE CESTAS.mp3 — 2194 KB

Duração: 1m33s




Transcrição

Nesta sexta-feira (16), o ministro da Cidadania, João Roma, e o presidente da Conab, Companhia Nacional de Abastecimento, Guilherme Ribeiro, estarão em Palmas, capital de Tocantins, para participar da entrega simbólica de cestas de alimentos a comunidades tradicionais, como indígenas e quilombolas.

No evento também serão entregues veículos para serem utilizados no PAA, Programa de Aquisição de Alimentos.

A entrega dos alimentos é uma ação da Iniciativa Brasil Fraterno e faz parte das medidas para amenizar os impactos sociais e econômicos da pandemia de Covid-19, ajudando famílias em situação de vulnerabilidade social.

A Superintendência da Conab em Tocantins será responsável pela doação de mais de mil toneladas de alimentos, que serão entregues a indígenas e quilombolas residentes nos estados de Tocantins, Pará, Goiás e Mato Grosso. Ao todo serão doadas 45.560 cestas a 11.390 famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional.

As entregas para os indígenas já tiveram duas etapas realizadas e estão previstas mais duas para ocorrer até novembro deste ano.

Já para os quilombolas a ação foi dividida em duas fases. Vale ressaltar que cada família beneficiada receberá quatro cestas.

As cestas distribuídas pela Conab, em parceria com instituições como Fundação Cultural Palmares e a Funai, Fundação Nacional do Índio, têm 22 quilos de alimentos, sendo composta por feijão, óleo, macarrão, fubá ou floco de milho, farinha de mandioca ou de trigo, arroz, açúcar e leite em pó.

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília