Receita Federal já injetou R$23 bilhões na economia brasileira em 2020

A instituição não só antecipou o pagamento do primeiro lote de restituições do imposto de renda para o mês de maio, antes mesmo do prazo final da entrega da Declaração, como também reduziu o número de lotes de sete para cinco.

audio/mpeg 16-10-20 - É NOTÍCIA - RECEITA FEDERAL IPPF - 1m15s - LUCIANO.mp3 — 1050 KB

Duração: 1m15s




Transcrição

A Receita Federal já injetou R$23 bilhões na economia brasileira em 2020.

 

A instituição não só antecipou o pagamento do primeiro lote de restituições do imposto de renda para o mês de maio, antes mesmo do prazo final da entrega da Declaração, como também reduziu o número de lotes de sete para cinco.

 

Quem entregou sua Declaração de Imposto sobre a Renda da Pessoa Física e não havia restrições para a restituição, já a recebeu. O montante pago até setembro de 2020 que entrou para a economia brasileira, durante o período da pandemia, beneficiou quase 16 milhões de pessoas.

 

A ação da Receita Federal mitiga os efeitos econômicos da pandemia de covid-19, que tanto tem afetado a situação financeira dos contribuintes.

 

Excepcionalmente, esse ano houve a prorrogação da entrega da declaração de Pessoa Física, de 30 de abril para 30 junho. Foram recebidas cerca de 32 milhões de declarações dentro do prazo.

 

Como comparativo, em 2019, foram entregues 30 milhões de declarações no prazo.

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília, Luciano Barroso.