Operação Acolhida já regularizou mais de 280 mil venezuelanos

Ação humanitária foi reconhecida pela ONU como um trabalho pioneiro e efetivo na prestação de assistência e integração de migrantes, além de garantir e preservar a dignidade dos refugiados.

audio/mpeg 17-01-2021_BOLETIM_OPERAÇÃO ACOLHIDA.mp3 — 1641 KB

Duração: 1m10s




Transcrição

Operação Acolhida já regularizou mais de 280 mil migrantes e refugiados venezuelanos e cerca de 66 mil foram interiorizados para mais de 700 municípios brasileiros . 

 

A atuação humanitária foi reconhecida pela ONU, Organização das Nações Unidas como um trabalho pioneiro e efetivo na prestação de assistência e integração venezuelanos, além de garantir e preservar a dignidade dos refugiados.

 

 

Para Federico Martinez, representante adjunto do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados , ACNUR Brasil, o papel das Forças Armadas brasileiras na resposta humanitária para venezuelanos tem sido exemplar e muito efetivo, contribuindo para a prestação direta de assistência e serviços básicos, e em cooperação com agências da ONU e outros parceiros.

 

Neste contexto, cerca de 7 mil e 200 militares das Forças Armadas brasileiras foram empregados para atuarem na Operação e, de acordo com a Casa Civil, mais de 1 milhão e 900 mil atendimentos foram realizados na fronteira do Brasil com a Venezuela.

 

Da Rede Nacional De Rádio em Brasília