Antaq lança edital de concessão da Codesa

Contrato da Companhia Docas do Espírito Santo terá vigência de 35 anos, prorrogável por mais cinco anos, e tem previsão de R$ 334 milhões em investimentos privados.

audio/mpeg 17-01-2021_BOLETIM_PRIVATIZAÇÃO CODESA.mp3 — 1886 KB

Duração: 1m20s




Transcrição

A Antaq, Agência Nacional de Transportes Aquaviários,  lançou o edital de licitação Codesa, Companhia Docas do Espírito Santo .

 

 

O contrato de concessão terá vigência de 35 anos, prorrogável por mais cinco anos, e tem previsão de R$ 334 milhões de reais em investimentos privados, além de aproximadamente R$ 1 bilhão de reais para custear as despesas operacionais.

 

 

Com a aprovação, fica previsto para esta  semana a formalização do edital pelo BNDES no Diário Oficial da União e para março a realização do leilão  na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo. 

 

 

A concessão abrange a administração do porto e a exploração indireta das instalações dos portos organizados de Vitória e Barra do Riacho.

 

Devem ser gerados mais de 15 mil empregos diretos e indiretos ao longo do contrato de arrendamento.

 

 

Com a desestatização da Codesa, a expectativa é que o Porto de Vitória dobre a movimentação de cargas de 7 milhões de toneladas para 14 milhões de toneladas por ano. 

 

Para o terminal portuário de Barra do Riacho, a expectativa é a exploração de novas áreas, pois 522 mil metros quadrados, de um total de 860 mil metros quadrados, são para projetos novos.

  

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília