Ministério da Economia analisa nova modalidade de empréstimo para a consumidor

Trata-se da hipoteca reversa, voltada principalmente para o público da terceira idade.

audio/mpeg 17-05-19 - ROSAMELIA - HIPOTECA REVERSA - VAL 20-05.mp3 — 1268 KB

Duração: 1m21s




Transcrição

Uma nova medida está sendo preparada pela Secretaria de Política Econômica para fortalecer o mercado de crédito e garantir mais opções de empréstimos aos consumidores.

 

Trata-se da hipoteca reversa, uma modalidade já consolidada em países desenvolvidos voltada principalmente para o público da terceira idade.

 

A iniciativa permite às pessoas que possuem casa própria quitada receber recursos – pagos por instituições financeiras –, utilizando o imóvel como garantia, mas sem ter que sair da residência.

 

O contrato só se encerra em três situações: a primeira, com a morte do contratante; a segunda, caso o contratante deseje se mudar da residência e pague a dívida; e a terceira, por vontade própria do contratante em pagar a dívida e finalizar o contrato.

 

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad contínua) de 2017, há no Brasil 5,7 milhões de residências próprias ocupadas por um idoso que mora sozinho, ou com cônjuge também idoso.