Ibama resgata 32 serpentes, em Brasília, que eram criadas ilegalmente

O caso de um jovem picado por uma Naja, no Distrito Federal, desencadeou denúncias e até a sensibilização de pessoas que criavam cobras de forma ilegal a entregarem os animais voluntariamente

audio/mpeg 17-07-2020_BOLETIM_ANIMAIS EXÓTICOS.mp3 — 1545 KB

Duração: 1m06s




Transcrição

O caso de um jovem picado por uma Naja no Distrito Federal, na semana passada, desencadeou denúncias e até a sensibilização de pessoas que criavam cobras de forma ilegal a entregarem os animais voluntariamente. 

 

 

Desde o dia 8 de julho, 32 serpentes foram resgatadas pelo Ibama. Em ações integradas com as polícias do Distrito Federal e órgão ambiental local, outros animais exóticos também foram localizados, como tubarões e lagartos.

 

As Multas aplicadas aos infratores somam mais de R$ 300 mil reais. 

 

Os animais encaminhados ao Zoológico de Brasília passaram por exames clínicos e estão sob quarentena. 

 

Enquanto isso, o Ibama fará consulta a instituições habilitadas para verificar o interesse em recebê-los, a exemplo do Instituto Butantan, em São Paulo.

 

Caso algum Zoológico que tenha serpentário queira a guarda das cobras, pode entrar em contato com o Ibama. O instituto reforça que não tem a intenção de sacrificar os animais.