Saúde na Escola: prazo para aderir ao programa foi prorrogado até 28 de fevereiro

As prefeituras recebem incentivos financeiros do governo federal que podem ser destinados para realizar ações de prevenção de doenças e promoção da saúde com alunos de escolas públicas.

audio/mpeg 18-02-19 - SUZETTE CALDERON - SAUDE NA ESCOLA.mp3 — 1232 KB

Duração: 1:18s




Transcrição

Foi prorrogado para até 28 de fevereiro, o prazo para gestores municipais de saúde e educação indicarem as escolas públicas que vão participar do novo ciclo do Programa Saúde na Escola (PSE). Através da iniciativa, as prefeituras recebem incentivos financeiros do governo federal que podem ser destinados para realizar ações de prevenção de doenças e promoção da saúde com alunos de escolas públicas.

De acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, 4.520 cidades já indicaram as escolas que vão participar do programa.

 

Cada município recebe, no mínimo, R$ 5.676 após fazer a adesão ao Saúde na Escola. Esse valor aumenta se as unidades de educação participantes do programa atenderem a mais de 600 alunos. A cada acréscimo entre 1 e 800 estudantes é adicionado R$ 1.000 ao valor total a ser recebido. No total, as ações já envolveram mais de 20 milhões de estudantes de 85 mil 706 escolas e mais de 36 mil equipes da atenção básica do Sistema Único de Saúde.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon