UNICEF reconhece os avanços os direitos de crianças e adolescentes no Brasil

A representante do UNICEF, Florence Bauer, destacou também a o resultado de políticas protetivas, de incentivo à educação e de promoção da saúde nessa faixa etária se reflete também nas populações migrantes acolhidas no país

audio/mpeg 18-11-19 - MIGUELZINHO MARTINS - UNICEF CRIANÇAS MIGRANTES.mp3 — 706 KB

Duração: 45s




Transcrição

O Brasil registrou uma série de avanços nos direitos de crianças e adolescentes e o resultado de políticas protetivas, de incentivo à educação e de promoção da saúde nessa faixa etária se reflete também nas populações migrantes acolhidas no país.

 

 

A avaliação é da representante do UNICEF no Brasil, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Florence Bauer.

 

Desde 2017, mais de duzentas mil pessoas já entraram no Brasil fugindo da crise econômica, política e social na Venezuela.

 

Desse total, segundo o Unicef, quase 10 mil são crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

 

O número é uma projeção, já que não há dados oficiais, e engloba o período entre 2015 e 2019.