Laboratório Federal de Defesa Agropecuária mostra contaminação em mais 14 lotes da cervejaria Backer

Os lotes contaminados foram produzidos entre julho de 2019 e janeiro de 2020

audio/mpeg 19-02-20 - MIGUELZINHO MARTINS - CERVEJA BACKER.mp3 — 1150 KB

Duração: 49s




Transcrição

Os últimos resultados de análises feitas pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária  mostram a contaminação de mais 14 lotes de cervejas produzidas pela empresa Backer.


No total, em 55 amostras,cada amostra representa um lote, foi detectada a presença dos contaminantes tóxicos que não devem estar na composição da cerveja.

Os lotes contaminados foram produzidos entre julho de 2019 e janeiro de 2020.

As amostras contaminadas são de 12 diferentes rótulos da Backer: Belorizontina, Backer Pilsen, Backer Trigo, Brown, Backer D2, Capixaba, Capitão Senra, Corleone, Fargo 46, Layback D2, Pele Vermelha e Três Lobos Pilsen.

As informações são do ministério da Agricultura, Pecuária a Abastecimento.