Capes lança quatro atividades para desenvolvimento da pós-graduação da Amazônia Legal

De acordo com a Capes, a primeira medida será a assinatura de um acordo para aumentar a fixação de pesquisadores na região, reduzir as diferenças regionais no sistema nacional de pós-graduação e ampliar o apoio ao desenvolvimento científico.

audio/mpeg 20-11-19 - DILSON SANTAFE - CAPES.mp3 — 1207 KB

Duração: 1:17s




Transcrição

A Capes, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, lança nesta quarta-feira quatro iniciativas para o desenvolvimento da pós-graduação nos estados da Amazônia Legal.

 

O anúncio dos cursos contemplados serão feitos durante o Encontro Capes com a Amazônia Legal, que ocorre de hoje até o próximo sábado, dia 23, na Universidade Federal do Amazonas.

 

Segundo a Capes, a primeira medida será a assinatura de um acordo para aumentar a fixação de pesquisadores na região, reduzir as diferenças regionais no sistema nacional de pós-graduação e ampliar o apoio ao desenvolvimento científico.

 

Outra iniciativa prevê a liberação da segunda parcela de 3 milhões e MEIO de reais do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia, que estimula projetos desenvolvidos por meio de redes de cooperação acadêmica.

 

A quarta medida será a concessão de 50 bolsas de pesquisa, sendo 25 de mestrado e 25 de doutorado. Os recursos serão destinados à Fapeam, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas.

 

A Amazônia Legal corresponde a 59% do território brasileiro, englobando áreas de oito estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão.

 

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé