União Química desiste do desenvolvimento clínico da Sputnik V

A informação foi divulgada nessa quinta-feira pela Anvisa.

audio/mpeg 21-05-2021_BOLETIM_ SPUTNIK.mp3 — 1352 KB

Duração: 58s




Transcrição

A Anvisa informou que a empresa União Química Farmacêutica enviou, no último dia 4 de maio, o pedido de desistência do processo de desenvolvimento clínico da vacina Sputnik V.

O pedido veio após o vencimento do prazo de 120 dias para que a empresa atendesse o pedido de exigência da Anvisa.

A União Química havia submetido o pedido de anuência de estudos da vacina russa em 31 de dezembro de 2020.

Diante da ausência do protocolo clínico e de outros documentos e informações exigidos pela legislação sanitária vigente em 4 de janeiro de 2020, a Anvisa emitiu uma exigência técnica à  empresa para que apresentasse documentos e informações pendentes.

A desistência se refere apenas ao processo de condução de estudo clínico no Brasil e não está relacionado ao pedido de uso emergencial, que é um processo distinto.

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília