Governo federal inicia discussões sobre a concessão de 5.348 km de rodovias federais

As prioridades são a BR-364 trechos de Mato Grosso a Rondônia e de Mato Grosso a Goiás , além da BR-232, em Pernambuco e da BR-116/290 no Rio Grande do Sul

audio/mpeg 21-09-2020_BOLETIM_RODOVIAS FEDERAIS.mp3 — 2035 KB

Duração: 1m26s




Transcrição

O Ministério da Infraestrutura e o BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, iniciaram as discussões sobre os   estudos para a concessão de 5.348 km de rodovias federais, que passam por 11 estados brasileiros. 

 

 

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, informou  as rodovias que são prioridade nesse processo. 

 

É o caso da BR-364 trechos  de Mato Grosso a Rondônia e de Mato Grosso a  Goiás , além da BR-232, em Pernambuco e da BR-116/290 no Rio Grande do Sul.

 

 

Esses são corredores logísticos estratégicos no escoamento da produção nacional, seja de commodities ou produtos manufaturados, no mercado interno ou externo. 

 

A previsão é que os estudos sejam concluídos no terceiro trimestre de 2021, permitindo a realização dos leilões em 2022. 

 

No total, estão previstos cerca de R$ 30 bilhões de reais  em investimentos nas rodovias. 

 

O processo de desestatização deve não somente melhorar a qualidade das BRs, como, também, contribuir para a redução de acidentes no país. 

 

Além disso, deve reduzir os gastos do Governo Federal com a manutenção da malha rodoviária, contribuindo para o equilíbrio fiscal.