Pacientes, profissionais de saúde, especialistas pode contribuir sobre medicamento para esclerose múltipla no SUS

O medicamento mostrou ser eficaz e seguro, além de apresentar benefícios comparados aos demais tratamentos

audio/mpeg 21-11-19 - MIGUELZINHO MARTINS - MEDICAMENTO ESCLEROSE MÚLTIPLA.mp3 — 812 KB

Duração: 51s




Transcrição

O Ministério da Saúde analisa disponibilizar o medicamento fumerato de dimetila como primeira opção de tratamento da esclerose múltipla , no Sistema Único de Saúde.

 

A doença afeta principalmente o sistema nervoso central.

 

O medicamento mostrou ser eficaz e seguro, além de apresentar benefícios comparados aos demais tratamentos.

 

Pacientes, profissionais de saúde, especialistas e demais interessados têm até o dia 26 de novembro para contribuir com a consulta pública que avalia a medida, que está disponível no site www.saude.gov.br

 

Todas as recomendações da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde são submetidas à consulta pública pelo prazo de 20 dias.

 

Após analisar as contribuições recebidas, a Comissão emite a recomendação final, que pode ser a favor ou contra a incorporação/exclusão ou alteração da tecnologia analisada.