Mata Atlântica e Caatinga são incluídas na Operação Guardiões do Bioma

Desde a primeira edição, estão incluídas na fiscalização e combate a queimadas áreas da Amazônia, Cerrado e o Pantanal.

audio/mpeg 22-06-2022 - E NOTICIA - ROBERTA LOPES - OPERACAO BIOMA.mp3 — 1284 KB

Duração: 1'22"




Transcrição

A segunda edição da Operação Guardiões do Bioma, de Combate a queimadas e incêndios florestais já está em curso. A ação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e, neste ano, além da Amazônia, Cerrado e o Pantanal, serão incluídas nas fiscalizações áreas de Mata Atlântica e da Caatinga. A intenção da pasta é superar os 24 por cento de redução das áreas queimadas, alcançados na primeira edição.

A operação ocorre em 15 estados e conta com agentes da Força Nacional de Segurança Pública, brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e do PrevFogo/Ibama.

A ação deve durar até janeiro de 2023 e serão investidos 77 milhões de reais nas ações contra o fogo, investigação dos crimes ambientais e equipamentos de contenção de incêndios, como Pickups 4x4 com kits de combate ao fogo, embarcações com motor, reboque, drones e GPS.

Além do Ministério da Justiça, também participa da operação o Ministério do Meio Ambiente.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Roberta Lopes.