PF abriu 469 investigações de crimes eleitorais no primeiro turno

Propaganda eleitoral irregular, promoção de informações falsas e compra de votos são principais crimes registrados durante disputa presidencial

audio/mpeg 22-10-18 - SERGIO VIEIRA - CRIMES ELEITORAIS vale essa.mp3 — 1549 KB

Duração: 1m02s




Transcrição

A Polícia Federal abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais no primeiro turno da campanha eleitoral deste ano. A informação foi divulgada nesse domingo (21) pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. Além disso, 455 pessoas foram conduzidas para depoimentos e outras 266 foram apreendidas.
De acordo com o ministro, os principais crimes registrados até agora foram propaganda eleitoral irregular, promoção de informações falsas e compra de votos.
Jungmann participou de entrevista coletiva à imprensa, no Tribunal Superior Eleitoral em Brasília.
O ministro informou que o centro integrado de controle para as eleições vai funcionar 24 horas por dia até o fim do segundo turno da eleição presidencial, no próximo dia 28 de outubro.