Profissionais do SUS que atuam na pandemia do coronavírus vão receber apoio psicológico por um canal de teleconsulta

Ao todo, serão investidos R$ dois milhões e 300 mil reais

audio/mpeg 23-04-2020_BOLETIM_TELECONSULTA PSICOLÓGICA.mp3 — 1756 KB

Duração: 1m13s




Transcrição

O Ministério da Saúde vai disponibilizar entre maio e setembro, um canal para teleconsulta psicológica para  os profissionais do sistema único de Saúde. 

 

A iniciativa é um reconhecimento da necessidade de apoio psicológico para esses profissionais que, pelo trabalho intenso, com riscos de contaminação elevados e enfrentando de condições adversas, podem ter sintomas como ansiedade, depressão, irritabilidade, transtorno de estresse, dentre outros problemas. 

 

Ao todo, serão investidos R$ dois milhões e 300 mil reais.

 

O canal telefônico, que será divulgado em maio, será destinado aos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, biomédicos e farmacêuticos envolvidos nos atendimentos de coronavírus. 

 

 

O projeto piloto  prevê o atendimento de 10 mil horas, podendo ser expandido de acordo com a procura. 

 

É a primeira vez que a psicoterapia será usada no teleatendimento em um contexto de pandemia, por isso a proposta é também oferecer material como manuais e vídeos produzidos para que a experiência possa ser replicada.