Operadoras de planos de saúde são chamadas a explicar reajustes

Secretaria Nacional do Consumidor apura supostos aumentos abusivos, que podem superar 80%. Operadoras têm 10 dias para dar esclarecimentos.

audio/mpeg 23-06-22 - E NOTÍCIA - JOSÉ CARLOS - PLANOS DE SAÚDE AUMENTOS.mp3 — 884 KB

Duração: 0'56''




Transcrição

As dez maiores operadoras de planos de saúde do país foram notificadas pelo Ministério da Justiça a prestarem esclarecimentos sobre o reajuste nos valores das mensalidades pagas pelos consumidores.

A apuração, segundo a pasta, busca verificar se empresas estão praticando eventuais condutas abusivas. Há informações de planos individuais com aumentos acima de 40% e planos coletivos com percentuais de reajuste acima de 80%.

Em maio, a ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar, fixou em 15,5% o novo percentual de para os reajustes dos planos de saúde.

As empresas têm dez dias corridos, a partir dessa quarta-feira (22), para esclarecer sobre os percentuais aplicados, por faixa etária, bem como o percentual do total acumulado. Devem apresentar ainda os itens que entram na composição final dos preços cobrados aos consumidores e a maneira como os reajustes estão sendo informados.