Ministério do Meio Ambiente repudia ataques a fiscais na Amazônia

Em nota divulgada nesta segunda-feira (22), o ministério afirmou que "ataques como esses representam atentado contra a nação"

audio/mpeg 23-10-18 - ANA PIMENTA - NOTA MEIO AMBIENTE ATAQUES.mp3 — 1541 KB

Duração: 1m38s




Transcrição

Em nota divulgada nesta segunda-feira (22), o Ministério do Meio Ambiente manifestou apreensão sobre os ataques praticados contra agentes de fiscalização do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Os profissionais foram atacados durante operações de combate ao desmatamento na Amazônia.

Na última sexta-feira, fiscais do ICMBio identificaram roubo de madeira e palmito, apreenderam bens e autuaram infratores em Bela Vista do Caracol, no Pará. Em represália, moradores bloquearam as saídas do povoado para impedir que os fiscais retornassem pela BR 163. A equipe precisou ser escoltada pela Polícia Militar até a cidade de Itaituba.

A equipe do Ibama foi atacada no sábado, durante operação de combate ao desmatamento ilegal na região de Buritis, em Rondônia. Os criminosos atearam fogo em três viaturas do instituto.

O IBama acionou o Batalhão de Operações Especiais da PM e pediu reforço de policiais da Força Nacional.

Em nota, o Ministério do Meio Ambiente destacou que “ataques como esses representam um atentado contra a nação, contra as instituições públicas e contra servidores que doam as suas vidas e se dedicam a preservar o meio ambiente e a respeitar a legislação brasileira”.

O ministério disse ainda que vai continuar “trabalhando duro para combater todo e qualquer ato ilícito, para fazer valer a legislação ambiental e para defender aquilo que é de interesse do povo brasileiro”.