Ministério da Cidadania vai ampliar o programa Futuro na Mão

A ação oferece oficinas de Educação Financeira a mulheres beneficiárias do Bolsa Família e usuários do CRAS e vai incluir também crianças e adolescentes

audio/mpeg 24-12-2020_BOLETIM_PROGRAMA FUTURO NA MÃO .mp3 — 1706 KB

Duração: 1m48s




Transcrição

Formar, ainda na infância, cidadãos financeiramente conscientes, independentes, capazes de gerir o orçamento familiar, planejar e poupar. 

 

É com esse objetivo que o Ministério da Cidadania está estruturando uma ampliação do programa Futuro na Mão, que hoje oferece oficinas de Educação Financeira a mulheres beneficiárias do Bolsa Família e usuários do CRAS. 

 

 

A versão 2.0, planejada para ser lançada em 2021, incluirá também jovens e crianças atendidas pelo Programa Bolsa Família.

 

Além de sensibilizar sobre a questão do planejamento financeiro, os projetos vão explicar sobre a cobrança de impostos e como eles são aplicados em benefício de toda a sociedade. Temas importantes como bens e serviços públicos serão apresentados de forma que as crianças consigam entender. 

 

Escolas, hospitais, estradas e parques e serviços como o corpo de bombeiros ou a polícia, são financiados por impostos pagos pelos contribuintes brasileiros e que beneficiam a todos os cidadãos .

 

A execução do Futuro na Mão 2.0 se dará a partir de uma parceria firmada entre o Ministério da Cidadania, o Unicef , Fundo das Nações Unidas para a Infância e Comissão de Valores Mobiliários.

 

A ação junto ao Unicef visa apoiar a realização de avaliações de impacto das ações de educação financeira, promover a discussão, diálogo e disseminação de informações e conhecimentos para crianças e adolescentes, apoiar tecnicamente o mapeamento de experiências de educação financeira e a elaboração de conteúdos e produção de materiais para capacitação relacionadas às ações de educação financeira voltadas às famílias beneficiárias do Bolsa Família.