Secretaria de Vigilância Sanitária orienta estados e municípios sobre nova remessa de 3,2 milhões doses de vacinas contra a Covid 19

No caso da Coronavac, será necessário fazer a reserva da segunda dose. Já vacina da AstraZeneca corresponde à entrega da 1ª dose – a 2ª será entregue depois.

audio/mpeg 25-02-2021_BOLETIM_USO VACINAS.mp3 — 1785 KB

Duração: 1m15s




Transcrição

O terceiro informe técnico da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde orienta que a nova remessa de 1 milhão e 200 mil doses de vacinas contra a Covid 19 fornecidas pelo Instituto Butantan correspondem  à entrega de duas doses,.

 

Com isso , será necessário que estados e municípios façam a reserva da segunda dose para garantir que o esquema vacinal seja completado no período recomendado de 2 a 4 semanas. 

 

 

Já os dois milhões de doses vacina da AstraZeneca correspondem  à entrega da primeira dose – a segunda será distribuída em outro momento, já que o imunizante possui um prazo maior para realizar a segunda  aplicação.   

 

 

Com esse novo lote de 3 milhões e 200 mil doses , o Ministério da Saúde já distribuiu aos estados e Distrito Federal mais de 15 milhões de doses de imunizantes  contra a Covid-19 desde o dia 18 de janeiro, início da campanha de vacinação. 

 

Até julho, a pasta prevê o envio de mais de 200 milhões de doses, vacinando, assim, 50% da população brasileira.