Polícia Federal deflagra operação para desarticular esquema de corrupção por extração ilegal de madeira da Amazônia

Foram expedidos 23 mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária, 109 mandados de busca e apreensão cumpridos nos estados do Acre, Amazonas, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Roraima, São Paulo e no Distrito Federal

audio/mpeg 25-04-19 - ROSAMELIA - OPERAÇAO POLICIA FEDERAL - VAL 25-04.mp3 — 1413 KB

Duração: 1m30s




Transcrição

 

A Polícia Federal, com apoio do Ministério Público Federal, deflagrou na manhã desta quinta-feira(25/4) a operação Arquimedes.

 

O objetivo é desarticular esquema de corrupção responsável por extração ilegal de madeira na floresta amazônica.

 

A operação investiga a corrupção entre servidores de órgão ambiental estadual, engenheiros florestais, detentores de planos de manejo e proprietários de empresas madeireiras.

 

Essa operação também marca o início da utilização de uma ferramenta tecnológica de imagens de satélite, que possibilita à Polícia Federal identificar novos focos de desmatamentos quase que diariamente, o que resultou numa melhor fiscalização e no aumento das ações in loco.

Foram expedidos 23 mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária, 109 mandados de busca e apreensão cumpridos nos estados do Acre, Amazonas, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Roraima, São Paulo e no Distrito Federal.


Além disso foi autorizado o bloqueio de R$50 milhões de reais das empresas investigadas e outras 18 medidas cautelares.