IBGE: Vitória, Florianópolis e Campinas são novas metrópoles brasileiras

As cidades atingiram o nível de metrópole por causa do aumento no número de empresas e instituições públicas, além de atraírem contingentes populacionais significativos de outras cidades para terem acesso a seus bens e serviços.

audio/mpeg 25-06-20 - É NOTÍCIA - NOVAS METRÓPOLES - 1M14S - FINALIZADO.mp3 — 1760 KB

Duração: 1:14s




Transcrição

As cidades de Vitória, Florianópolis e Campinas passaram à condição de metrópole, segundo a pesquisa Regiões de Influência das Cidades, a Regic, divulgada nesta quinta-feira, dia 25, pelo IBGE.

 

A Regic, que é feita a cada 10 anos, tomou como base dados de 2018. Com a inclusão, o país passa a ter agora 15 metrópoles.


Com a ascensão de Campinas, único município que não é uma capital estadual das três cidades com a nova condição, São Paulo se tornou a primeira unidade da Federação a ter duas metrópoles.

 

De acordo com o IBGE, Vitória, capital do Espírito Santo, Florianópolis, capital de Santa Catarina, e Campinas, que fica a cerca de 95 quilômetros da cidade de São Paulo, atingiram o nível de metrópole por causa do aumento no número de empresas e instituições públicas, além de atraírem contingentes populacionais significativos de outras cidades para terem acesso a seus bens e serviços.

 

A pesquisa, feita a cada dez anos pelo IBGE, identifica e analisa a rede urbana brasileira, estabelecendo a hierarquia dos centros urbanos e as regiões de influência das cidades.

 


Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé