Anvisa promove encontro sobre Vigilância de Infecções

A resistência microbiana é caracterizada pela capacidade de microrganismos como bactérias, fungos e parasitas, entre outros, resistirem à ação de medicamentos antimicrobianos.

audio/mpeg 25-11-21- E NOTICIA - DILSON SANTA FE - ANVISA.mp3 — 1432 KB

Duração: 1m32s




Transcrição

A Anvisa promove  nesta quinta-feira (25/11), a partir das três da tarde , seminário virtual com o objetivo de atualizar os serviços de saúde sobre a Vigilância Nacional das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde e Resistência Microbiana para o ano de 2022.  

 

 

A resistência microbiana é caracterizada pela capacidade de microrganismos como bactérias, fungos e parasitas, entre outros, resistirem à ação de medicamentos antimicrobianos. Esse tipo de medicamento inclui antibióticos, antivirais, antifúngicos e antiparasitários. 

 

 

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, mais de 2 milhões e 800 mil infecções resistentes a antibióticos ocorrem em território norte-americano a cada ano e mais de 35 mil pessoas morrem como resultado disso. 

 

Na União Europeia, a resistência microbiana aos antimicrobianos é responsável por cerca de 33 mil mortes por ano e estima-se que custe 1 bilhão e 500 milhões de euros anuais em gastos com saúde e em perda de produtividade.    

 

A Anvisa alerta a população a não tomar antimicrobianos sem receita médica. Para que esses medicamentos atinjam o efeito desejado, eles exigem uma administração adequada e indicação correta. Medicamentos antimicrobianos devem ser recomendados e receitados por um profissional de saúde.   

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília .