Rede Sentinela, que monitora coronavirus, será ampliada

Número de estabelecimentos que fazem a coleta de amostras para vigilância vai aumentar de 168 para 500 unidades em todos os estados.

audio/mpeg 26-03-2020_MONITORAMENTO CORONAVÍRUS_04.mp3 — 600 KB

Duração: 38s




Transcrição

Nos próximos três meses, o Ministério da Saúde vai ampliar a Rede Sentinela de Vigilância de Síndrome Gripal, que monitora o coronavírus no país. 

 

A expectativa é que o número de estabelecimentos que fazem a coleta de amostras para vigilância aumente de 168 para 500 unidades em todos os estados.  

 

As ações visam garantir resposta adequada à emergência.

 

A iniciativa busca adequar o país à recomendação da OMS , Organização Mundial da Saúde, de realizar testes para detectar pessoas infectadas com o coronavírus e isolar os casos da doença.