Ministério da Saúde utiliza sistema de vigilância para avaliar segurança das vacinas contra a Covid-19

O objetivo é dar resposta rápida a todas as preocupações da população relacionadas aos imunizantes.

audio/mpeg 27-01-2021_BOLETIM_NOTIFICAÇÃO DE POSSÍVEIS EVENTOS COM A VACINAÇÃO.mp3 — 2042 KB

Duração: 1m27s




Transcrição

O Ministério da Saúde utiliza um sistema de vigilância sensível para avaliar a segurança das vacinas contra a Covid-19 e dar resposta rápida a todas as preocupações da população relacionadas aos imunizantes.

Essas atividades requerem notificação e investigação rápida e adequada de qualquer evento ocorrido.

O sistema de vigilância se dá em três passos: detecção, notificação e busca ativa de novos eventos, que possibilitam a investigação e classificação final de causalidade.

Devido à necessidade de se estabelecer o perfil de segurança das vacinas aplicadas, o Ministério da Saúde orienta que todos os eventos, graves ou não graves, bem como os erros de imunização, sejam notificados no e-SUS Notifica.

As queixas técnicas relacionadas à vacina deverão ser registradas no sistema da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A segurança e eficácia das vacinas não foram avaliadas nos grupos de gestantes, mulheres que acabaram de dar à luz e lactantes.

Para as mulheres pertencentes a um dos grupos prioritários que se apresentem nestas condições, a vacinação poderá ser realizada após avaliação cautelosa dos riscos e benefícios e com decisão compartilhada, entre paciente e médico.