Brasil poderá oferecer um novo medicamento para tratar a tuberculose latente a partir de 2020

A tuberculose latente ocorre quando há presença da bactéria adormecida, mas sem sintomas, como tosse prolongada e febre.

audio/mpeg 27-11-19 - JOSE CARLOS ANDRAADE - MEDICAMENTO TUBERCULOSE.mp3 — 1378 KB

Duração: 58s




Transcrição

A partir do próximo ano, o Governo do Brasil deve passar a oferecer um novo medicamento para tratar a tuberculose latente. Neste caso, há a presença da bactéria adormecida, mas sem sintomas, como tosse prolongada e febre.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, a estimativa é de que há 30 mil pessoas nestas condições no país e que, caso contraiam doenças como o HIV/aids, quando o sistema imunológico fica mais fragilizado, podem vir a desenvolver a forma ativa da tuberculose.


O medicamento rifapentina, utilizado por três meses, é indicado nestes casos.

 

A oferta do tratamento para os 30 mil brasileiros será possível porque a instituição internacional Unitaid, parceira da Organização Mundial da Saúde, conseguiu negociar uma redução de 70% no preço do tratamento, passando de US$ 45 para US$ 15 dólares.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, José Carlos Andrade.