Brasil registra queda no número de acidentes de transporte relacionados ao trabalho

A redução foi de 34,52% , em 2020, o menor patamar desde 2012.

audio/mpeg 29-04-2021_BOLETIM_ACIDENTES DE TRABALHO.mp3 — 2753 KB

Duração: 1m56s




Transcrição

Com a pandemia da Covid-19, muita gente precisou se adaptar ao trabalho em casa, diante da tela do computador.

O deslocamento até o local de trabalho diminuiu e essa mudança trouxe um reflexo positivo: os acidentes de transporte relacionados ao trabalho no Brasil tiveram uma redução de 34,52% em 2020, tendo atingido o menor patamar desde 2012.

Os dados são dos Sistemas de Informação de Agravo e Notificações e do de Mortalidade do Ministério da Saúde.

Mesmo com a redução no número de casos, o Ministério da Saúde reforça a importâncias na prevenção desse tipo de acidente.

No ano passado, foram registrados 13.153 acidentes de trabalho por transporte, sendo que, em 2019, foram 20.087.

Os anos de 2017, com 20.832 acidentes de trabalho e 2019, com 20.087, foram os que apresentaram os maiores números de notificações.

Os reflexos da pandemia aparecem ainda no perfil dos acidentes registrados: o levantamento apontou que os motoboys são os que mais sofrem acidentes de transporte relacionados ao trabalho. O número de mortes é maior entre os caminhoneiros.

No período entre 2011 a 2020, o número de acidentes de trabalho com motocicletas no transporte de documentos e pequenos volumes representaram 7,8% dos 170.044 acidentes registrados, ou seja, 13.262. Quanto aos acidentes com óbitos, aqueles que envolveram motoristas de caminhão corresponderam a 18,5% das 12.503 mortes no mesmo período.

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília