Operação Verde Brasil 2 apura existência de desmatamento ilegal

Também será patrulhada a Região da Terra Indígena Kaxarari, que fica na fronteira com a Bolívia e se estende do estado de Rondônia até o Amazonas.

audio/mpeg 29-05-20 - É NOTÍCIA - MILITARES-DESMATAMENTO - 51S - ADALTO - FINALIZADO.mp3 — 1215 KB

Duração: 0:51s




Transcrição


Mais de 450 militares e agentes civis de órgãos de fiscalização e de proteção ambiental, que integram a Operação Verde Brasil 2, se deslocaram em comboios e por vias aéreas para apurar a existência de desmatamento ilegal por parte de madeireiras na região da Ponta do Abunã, que fica em Rondônia.

 

Eles também vão patrulhar a Região da Terra Indígena Kaxarari, que fica na fronteira com a Bolívia e se estende em porção que vai do estado de Rondônia até o Amazonas.

 

O Exército apoia os agentes ambientais na medição da madeira apreendida, desmontagem dos equipamentos apreendidos e no transporte do material até o depósito.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Adalto Gouveia