Setembro Amarelo: Brasil registra aumento de suicídios

Ministério da Saúde reforça importância de falar sobre saúde mental e de promover atendimento adequado aos pacientes.

audio/mpeg 29-09-21 - E NOTICIA 2 MIN - DILSON SANTA FE - 2m04s - FINALIZADO.mp3 — 2925 KB

Duração: 2:04s




Transcrição

O Brasil registrou, nos últimos 10 anos, aumento de 43% no número de suicídios.

É o que revela o boletim epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde.

De acordo com o ministério, os números reforçam a importância de falar sobre saúde mental, do atendimento e tratamento adequados às pessoas com transtornos mentais e dependência de substâncias psicoativas como o melhor caminho para prevenção.

Ao analisar os casos por sexo, homens apresentaram um risco 3,8 vezes maior de morte por suicídio que mulheres. Comparando os anos de 2010 e 2019, foi verificado um aumento de 29% nas taxas de suicídios de mulheres, e 26% das taxas entre homens.

A análise das taxas de mortalidade demonstrou aumento do risco de morte por suicídio em todas as regiões do Brasil. No entanto, destacam-se Sul e Centro-Oeste, com as maiores taxas de suicídio de maneira geral. Já as regiões Norte e Centro-Oeste apresentaram as maiores taxas de mortalidade de adolescentes de 15 a 19 anos.


Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé