GOVERNO RETOMA O BEM, PROGRAMA EMERGENCIAL DE EMPREGO E RENDA

Para que os empregos continuem em alta no país, duas medidas provisórias foram assinadas esta semana pelo presidente Jair Bolsonaro. Uma delas retoma o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, programa do governo que paga parte dos salários de trabalhadores que tiverem redução da jornada e dos vencimentos. Com recurso de quase R$10 bilhões, a expectativa é de que sejam firmados cerca de 5 milhões de acordos entre empregadores e funcionários na nova edição do programa. A outra MP prevê medidas temporárias para amenizar os impactos econômicos da pandemia, como teletrabalho, banco de horas, antecipação de férias e adiamento do desconto de parcelas do FGTS. As normas estão em vigor e têm duração de 120 dias.

audio/mpeg 28-04-21 - LUANA KAREN - MEDIDAS TRABALHISTAS NOVO BEM.mp3 — 6499 KB