Mulheres são maioria das vítimas de violência em 20 estados

Segundo o IBGE, 4,1% da população brasileira relatou ter sofrido violência física entre 2018 e 2019. São mais de 6,6 milhões pessoas, e as mulheres são maioria nesse universo. Os dados são da Pesquisa Nacional de Saúde de 2019.

audio/mpeg 05-03-21 -Minuto IBGE- Violencia contra a Mulher.mp3 — 1878 KB

Duração: 2m




Transcrição

A violência é rotina na vida de muitos brasileiros. Nos casos de violência contra mulheres, na maioria das vezes, ela ocorre dentro da própria casa, com o cônjuge ou companheiro sendo o principal agressor.

A advogada Lorena Póvoas, voluntária do projeto "Por todas nós", que presta assistência a mulheres vítimas de violência doméstica, fala sobre a importância da Lei Maria da Penha.

“A Lei Maria da Penha protege a mulher não só da violência física, mas também da violência patrimonial, da violência psicológica, da violência moral e da violência sexual, estabelecendo medidas de assistência, de atendimento, medidas de proteção, assim como apontando para a importância de compreender a violência de gênero como resultado das desigualdades socialmente construídas ao longo da nossa história tendo como vítimas as mulheres”.

Segundo o IBGE, 4,1% da população brasileira relatou ter sofrido violência física entre 2018 e 2019. Isso equivale a mais de 6,6 milhões pessoas no país. A Bahia é o estado com o maior percentual neste triste ranking: 6,1% dos baianos e baianas sofreram violência física no período, e as mulheres representam mais de 53% desse total.

Em 20 dos 27 estados, as mulheres são maioria entre as pessoas que declararam ter sofrido violência física. Além disso, entre as vítimas de violência sexual no país, quase 73% são do sexo feminino. Os dados são da Pesquisa Nacional de Saúde de 2019.