QUAL ESTADO BRASILEIRO É LÍDER NA PRODUÇÃO DE PIMENTA-DO-REINO?

Trazida pelos portugueses no período colonial, a especiaria hoje é um dos principais produtos agrícolas do país. Segundo a Pesquisa Agrícola Municipal, a produção brasileira de pimenta-do-reino atingiu seu recorde em 2019, com 109.400 tonelada

audio/mpeg 24-05-21 - Minuto IBGE- Pimenta do reino.mp3 — 1704 KB

Duração: 1m49s




Transcrição

Usada tanto em saladas e carnes quanto nos doces e até nos chás, a pimenta-do-reino está presente em quase todas as cozinhas brasileiras. Trazida pelos portugueses no período colonial, a especiaria hoje é um dos principais produtos agrícolas do país, sobretudo do Espírito Santo.

Pelo segundo ano consecutivo, o estado lidera a produção nacional de pimenta-do-reino. Para o supervisor das Pesquisas Agropecuárias do IBGE, Darcy Daltio, além do clima propício, o Espírito Santo tem ligações históricas com esse tipo de lavoura.

“O estado tem uma tradição de lavouras que demandam muita mão de obra, como é o caso do café, que já vem sendo cultivado no estado desde o final do século retrasado, e isso pode ter possibilitado que os produtores tenham se adaptado mais rapidamente ao cultivo da pimenta. Ela tem algumas características diferentes do café, mas vários pontos em comum, e o principal deles talvez seja a demanda alta por mão de obra, já que não é possível a mecanização da maior parte dos tratos culturais".

Segundo o IBGE, a produção brasileira de pimenta-do-reino atingiu seu recorde em 2019, com 109.400 toneladas. Desse total, o Espírito Santo produziu 62,6 mil toneladas, um aumento de 3,4% em relação ao ano anterior.

Os dados são da última Pesquisa Agrícola Municipal, que tem três municípios capixabas entre os primeiros colocados: São Mateus, Jaguaré e Vila Valério.