“Assistência técnica é prioridade”, diz ministra da Agricultura em visita a cooperativas no interior de Sergipe

Em visita a cooperativas e projeto de assentamento localizado entre os municípios de Canindé do São Francisco e Poço Redondo, em Sergipe, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, disse nesta sexta-feira (29) que será prioridade de sua gestão fazer os programas de assistência técnica chegarem de fato aos produtores rurais, principalmente, aos pequenos produtores e agricultores familiares. A ministra enfatizou ser necessário ensinar as pessoas do campo a produzir com mais eficiência, para ganhar competitividade e poder sobreviver de suas culturas. Ela falou de sua preocupação especial com a produção de leite, pois de 1,2 milhão de produtores de leite do país, poucos têm a eficiência necessária para sobreviver nesta cadeia produtiva. Ela disse que os pequenos produtores terão tratamento especial do ministério e lembrou que o presidente Jair Bolsonaro pediu que seja dada prioridade à agricultura familiar. A ministra visitou o projeto de assentamento Jacaré Curituba, considerado o maior da América Latina, com cerca de 5 mil moradores, localizado no Alto Sertão de Sergipe, entre Canindé de São Francisco e Poço Redondo. O projeto que conta com sistema de irrigação produz uma diversidade de culturas, como coentro, cebola, acerola, goiaba, banana e abacaxi. Em seguida, a ministra visitou cooperativas de agricultores familiares, entre elas a do Projeto Coofrucal, fundado em 1999 por produtores atendidos pela irrigação pública fornecida pelo governo do estado. Há produção de mel, bolos e pão de mel. Tereza Cristina também conheceu um projeto de combate à desertificação e de recuperação de nascentes ao visitar a primeira experiência de Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas (Urads), realizada em parceria entre os governos federal, estadual e o PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) em áreas de assentamentos. Acompanharam a visita o coordenador da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), Riccardo Martins, e o superintendente do Incra em Sergipe, Gilson Martins. A ministra conversou com muitos pequenos agricultores, ouviu muitos dos problemas da região e pediu que todos se juntem em cooperativas, para ter mais força de reivindicação de melhorias e maior capacidade de produção. A primeira parada da ministra foi na Secretaria municipal de Agricultura de Canindé do São Francisco, onde falou dos programas de garantia de safra.

audio/mpeg 01-04-2019 MOMENTO AGRO 04M19s FINALIZADO.mp3 — 4040 KB

Duração: 04'19"